Nossa visão

nature-sky-sunset-man

Nós somos uma escola de japonês, com foco em linguagem formal para negócios, e esses são alguns de nossos objetivos.

Sobre o Brasil, que tem a maior comunidade Nikkei do mundo

Como todos sabem, o Brasil tem a maior comunidade de pessoas japonesas fora do Japão.

A comunidade Nikkei existe no Brasil já a mais de 100 anos, desde que os imigrantes vieram para cá em 1908. E como consequência disso, hoje em dia existe oficialmente por volta de 150,000 descendentes de japoneses em São Paulo, porém segundo estatísticas não oficiais esse número passa de 300,000. E isso fica bem aparente em São Paulo, onde sempre podemos ver pessoas com traços japoneses.

Ainda hoje, o Japão é um país amado pela maioria dos brasileiros. Quando me apresento como japonês para pessoas daqui, a maioria gosta, acha interessante e quer conversar mais sobre o Japão.

Mesmo o Japão sendo do outro lado do planeta, o amor que os brasileiros têm pela cultura japonesa, anime, manga, e diversos outros produtos japoneses com certeza é algo que nos surpreendeu de forma muito agradável.

Por que abrir uma escola de japonês para negócios?

Conforme a população japonesa diminui, também diminuem as pessoas que possam transmitir os costumes japoneses.

Como já se passou muito tempo desde a imigração japonesa, as sociedades Nikkei já estão em sua terceira, quarta e até quinta geração. E muitos desses imigrantes já se misturaram com culturas e povos de outros países, e o resultado disso é que os costumes e cultura trazidos do Japão estão cada vez mais se diluindo no povo brasileiro.

Hoje em dia já não é raro ver descendentes de japoneses que têm dificuldade no idioma, por não ter oportunidade de usa-lo.

Infelizmente, a sociedade japonesa mudou um nesse meio tempo, e as palavras, expressões e modos que muitos imigrantes que vieram para cá cerca de 100 anos atrás já não são mais usadas, ou foram completamente esquecidas.

As dificuldades em abrir uma escola de japonês no Brasil

Existem muitas escolas de japonês no Brasil, e por isso tem muitos brasileiros conseguem ter conversas casuais em japonês, e muitos desses nem são descendentes da cultura. Apenas pelo interesse em anime e manga começaram a estudar e hoje conseguem conversar bem no idioma.

Por causa disso, já existe um mercado muito grande em São Paulo em torno da língua japonesa, porém falando com muitos brasileiros, percebemos que a maioria consegue falar bem para conversas do dia-a-dia, porém tem muita dificuldade ao lidar com negócios ou com linguagem do ambiente de trabalho.

Até mesmo para os japoneses nativos algumas das regras a serem seguidas no ambiente de trabalho são muito difíceis, pois são muito diferentes do idioma e costumes usados normalmente, e normalmente essas regras são aprendidas aos poucos, conforma a pessoa começa a trabalhar no Japão. Deve-se saber lidar com superiores, o modo correto de trocar cartões de visita, regras como Shimoza e Kamiza, etc. E até mesmo muito japonês tem dificuldade com tais regras, e muitos já tiveram problemas por acabar esquecendo-as onde não deveria.

Porém, para brasileiros (e estrangeiros no geral) aprender tais costumes é extremamente difícil. O motivo disso é que, para ensinar essas regras e costumes corretamente são necessários conhecimentos didáticos, e muita experiência trabalhando no Japão, aplicando as regras que são ensinadas no curso. Além disso, essas regras mudam conforme o passar do tempo, então conhecimento atualizado também é muito importante. E é aí onde achamos que podemos fazer a diferença, e pensando nisso criamos nossa escola de negócios.

O que nós esperamos

Sobre nossa visão e nossas metas como escola.

Aumento de negociações comerciais entre o Brasil e o Japão

Nós esperamos aumentar o número de brasileiros que conseguem se comunicar em japonês até mesmo em nível de negócios, para que as trocas culturais e profissionais continuem aumentando cada vez mais.

Ajudar empresas de Nikkei a construir uma base profissional com empresas japonesas

Queremos contribuir com empresas de Nikkei já existentes ou novas para que essas possam criar novos mercado no Brasil e Japão.

Transmitir a beleza da cultura japonesa

Também queremos transmitir melhor para os brasileiros a cultura japonesa através da etiqueta para negócios, pois os dois compartilham a mesma raiz e os mesmos ideais.

 Próximo – Sobre os professores

Sobre as aulas

jugyou-logo

Pessoa física  Empresas